Fujimori enfrenta novo julgamento por corrupção

O ex-presidente peruano Alberto Fujimori enfrenta novo julgamento por corrupção. Ele é acusado de desviar dinheiro das forças armadas para comprar o apoio da imprensa local. O julgamento, que não conta com júri popular, foi iniciado nesta quinta-feira, mas já entrou em recesso devido à fragilidade de saúde do réu. A próxima audiência foi marcada para o dia 28.

AE, Agência Estado

17 de outubro de 2013 | 17h53

Os promotores acusam Fujimori de desviar 122 milhões de sóis (equivalente a US$ 44 milhões) para pagar tabloides peruanos com o intuito de enfraquecer seus oponentes e reforçar sua controversa reeleição em 2000.

Naquele ano, Fujimori foi eleito para o terceiro mandato em uma eleição considerada injusta por observadores internacionais. Seu governo entrou em colapso alguns meses depois de ter vindo à tona um vídeo mostrando um assessor do presidente distribuindo pilhas de dinheiro para donos de jornal, deputados e juízes a fim de comprar apoio ao governo.

Fujimori cumpre atualmente pena de 25 anos por crimes contra a humanidade cometidos durante seu governo, incluindo a autorização de execuções extrajudiciais promovidas por grupos paramilitares. Em 2012 ele pediu perdão humanitário alegando problemas de saúde. O pedido foi negado no início de 2013 pelo presidente Ollanta Humala depois que um comitê médico constatou que sua doença não é terminal. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
PeruFujimoricorrupçãojulgamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.