Fujimori nega ligação com esquadrão da morte

O ex-presidente peruano Alberto Fujimori (1990-2000) disse ontem desconhecer a existência de um esquadrão da morte formado por militares, denominado Grupo Colina. Fujimori está sendo julgado por desaparecimentos atribuídos ao Serviço de Inteligência do Exército e pelos massacres de Barrios Altos, em 1991, e La Cantuta, em 1992, que deixaram 25 mortos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.