Carolyn Kaster/AP
Carolyn Kaster/AP

Fumaça força retirada de jornalistas da Casa Branca

Princípio de incêndio ocorreu devido ao aquecimento de um transformador; ninguém ficou ferido

Agência Estado

11 de maio de 2013 | 10h48

Repórteres e fotógrafos foram obrigados a deixar a Ala Oeste da Casa Branca na manhã deste sábado, 11, em função da grande quantidade de fumaça expelida por um equipamento com defeito. Segundo o porta-voz do Serviço Secreto dos EUA, Max Milien, por volta das 7h (no horário local, 8h de Brasília) fumaça foi vista saindo de uma sala que guarda equipamentos mecânicos no primeiro andar.

Jornalistas e outras pessoas que estavam no local foram obrigadas a sair, por "excesso de precaução", disse Milien, e o Departamento de Bombeiros foi acionado. Uma hora depois o retorno das pessoas foi autorizado. De acordo com autoridades do governo, o princípio de incêndio aconteceu em função do sobreaquecimento de um transformador.

Ninguém ficou ferido e a Casa Branca disse que o presidente Barack Obama e sua família não foram afetados pelo incidente. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.