Fumaça preta provoca retirada de trabalhadores do reator 3 de Fukushima

É a segunda vez em dois dias que é observada uma fumaça escura saindo do reator da usina

Efe

23 de março de 2011 | 06h27

TÓQUIO- Os operários que trabalhavam no reator 3 da usina nuclear de Fukushima Daiichi foram retirados da região nesta quarta-feira devido a uma fumaça preta que começou a sair dessa unidade, uma das mais afetadas pelas recentes explosões.

Veja também:

blog Twitter: Siga a correspondente Cláudia Trevisan, que está no Japão

especial Infográfico: Entenda o terremoto maiores tragédias dos últimos 50 anos

documento Relatos: envie textos, vídeos e fotos para portal@grupoestado.com.br

som Território Eldorado: Ouça relato do embaixador e de brasileiros no Japão

mais imagens Galeria de fotos: Tremor e tsunami causam destruição

blog Arquivo Estado: Terremoto devastou Kobe em 1995

Por volta das 16h30 da hora local (4h30 de Brasília), uma espessa fumaça preta foi vista saindo do danificado reator 3 da usina, sem que se conheça a sua origem, indicou a Tokyo Electric Power Company (Tepco), a operadora da central.

Esta é a segunda vez em dois dias em que é observada fumaça escura saindo do reator 3, o que indica, segundo os especialistas consultados pela cadeia "NHK", que não se trata de vapor d'água.

A unidade 3 é uma das mais perigosas, porque funciona com uma mistura de urânio e plutônio.

Na noite de terça-feira, os operários da central conseguiram restabelecer a eletricidade do painel de controle da unidade, o que permitiria iniciar algumas funções internas e medir a temperatura e a pressão da instalação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.