Fumo: Governo francês tem plano para ajudar vendedores

O primeiro-ministro francês, Jean-Pierre Raffarin, propôs hoje um plano de apoio aos vendedores de cigarro que estão sentido o baque da recente alta nos impostos, segundo informou seu gabinete.O plano delineado por Raffarin, chamado ?um contrato para o futuro?, poderá assegurar a viabilidade econômica e aumentar a segurança dos vendedores de cigarro. Além disso, a França poderá lançar uma iniciativa com seus parceiros da União Européia para tentar harmonizar os preços dos cigarros, uma forma de evitar o contrabando, dada a diferença de preços entre países do bloco.O gabinete de Raffarin informou, ainda, que ele expôs a proposta durante uma reunião com René Le Pape, chefe da Confederação de Vendedores de Tabaco da França. Ele terá uma reunião de trabalho com a confederação amanhã.O grupo de Papa disse, na semana passada, que o crime contra o varejo de tabaco aumentou e que ladrões estão roubando grandes quantidades de cigarros desde que a alta nos impostos. Com ela, o preço médio do maço, na França, é de ? 4.60 (R$ 15,87).As novas taxas são parte de uma campanha anti-fumo que também limitou o cigarro em lugares públicos. E está planejado, para janeiro, outro aumento de 20%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.