Funcionário de loja nos EUA morre pisoteado por clientes

Um homem de 34 anos, funcionário da rede norte-americana de varejo Wal-Mart, morreu pisoteado por uma multidão de compradores descontrolados em busca de pechinchas da chamada Black Friday (Sexta-feira Negra), quando as lojas de varejo promovem grandes liquidações para atrair consumidores, dando início à temporada de compras de fim de ano nos Estados Unidos. O incidente ocorreu na unidade do Green Acres Mall, em Valley Stream (Nova York), de acordo com o porta-voz do Departamento de Polícia do Condado de Nassau, Michael Aronsen. O funcionário do Wal-Mart foi declarado morto no hospital uma hora depois do incidente. A direção do Wal-Mart disse que está tentando determinar os fatos relacionados ao caso. Uma mulher grávida de 28 anos também foi levada para um hospital para observação, e outros três clientes sofreram ferimentos leves e foram levados para hospitais.Em comunicado, o Wal-Mart declarou que "a segurança de nossos clientes e funcionários são nossa principal prioridade". "Estamos tristes em informar que um homem que estava trabalhando para uma agência temporária em nosso nome morreu na loja e alguns de nossos clientes ficaram feridos", informa nota da rede. Segundo o comunicado, "os fatos ainda estão sendo apurados" e o Wal-Mart está trabalhando com a polícia do Condado de Nassau na investigação.O dia seguinte ao feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos é conhecido como "Black Friday", que tradicionalmente marca o início oficial das vendas de final de ano no país. O nome faz referência a expectativa de lucro dos varejistas, de trocar a tinta vermelha pela de cor preta (ou azul) para dar baixa nos balanços. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.