Funcionários de empreiteira indiana são mortos em Kandahar

Os quatro funcionários afegãos de uma empresa indiana de construção, cujos corpos foram encontrados neste domingo no sul do Afeganistão, foram "brutalmente assassinados" por talibãs, segundo fontes oficiais afegãs.Os corpos foram localizados em uma obra no distrito de Grishk, em Helmand, quatro dias após os empregados terem sido seqüestrados, segundo disse à EFE Dawud Ahmad, porta-voz do governo da província de Kandahar. "Eles foram brutalmente assassinados pelos talibãs", assegurou o porta-voz.As quatro vítimas eram afegãs, procedentes de Cabul, e trabalhavam para uma empresa indiana que faz obras em Helmand, uma das províncias mais afetadas pelo tráfico de ópio no Afeganistão.O governo provincial de Kandahar, para onde os corpos foram levados, já descartou que eles tenham sido assassinados por delinqüentes e atribui o crime aos rebeldes talibãs, que costumam agir na região."Foram assassinados por pessoas que não querem que a reconstrução do Afeganistão tenha sucesso", afirmou o porta-voz provincial.Desde o começo do ano mais de mil pessoas morreram no país, 400 delas somente durante o mês de maio no sul do Afeganistão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.