Funcionários do Pentágono receberão máscaras de gás

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos planeja começar a distribuir máscaras de gás, na próxima semana, para mais de 23 mil funcionários do Pentágono, a última numa série de medidas de segurança que vêm se intensificando desde os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001. Numa reunião especial, autoridades demonstraram o uso das máscaras - oficialmente chamadas de ?capuzes para fuga de emergência?, porque só oferecem proteção por cerca de uma hora.?Isto não reflete, de modo algum, nenhuma informação de que o Pentágono virá a ser alvo de um evento químico?, disse John N. Jester, chefe de polícia do Pentágono. As máscaras serão cedidas aos 20 mil empregados diretos do Pentágono e aos milhares de pessoas que trabalham lá diariamente como operários de construção, jornalistas e trabalhadores em restaurantes e lojas.Outras máscaras estarão diosponíveis para visitantes. Milhares de equipamentos semelhantes foram distribuídos no Capitólio há cerca de seis meses, para uso por deputados, senadores, funcionários e turistas.

Agencia Estado,

20 de fevereiro de 2003 | 17h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.