Fundação de Carter rejeita fiscalizar votação

O Carter Center, entidade de observação eleitoral do ex-presidente americano Jimmy Carter, afirmou ontem que não vai monitorar o referendo constitucional que ocorre amanhã no Egito - em meio à tensão em torno da votação. Segundo a fundação, "uma avaliação abrangente de todos os aspectos do processo do referendo" não será possível. Teme-se que, com a ausência, a legitimidade da votação seja questionada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.