Fundação Nobel reduz valores dos prêmios em 20%

A Fundação Nobel, sob pressões para cortar os custos após fracos retornos de capital nos últimos anos, anunciou nesta segunda-feira que está reduzindo o valor dos prestigiosos prêmios pela primeira vez em 63 anos, ao mesmo tempo em que tentará reduzir os gastos em outras áreas, como nas despesas relacionadas ao seu banquete anual.

AE, Agência Estado

11 de junho de 2012 | 21h00

Os vencedores do prêmio Nobel de 2012 receberão o correspondente a 8 milhões de coroas suecas, ou cerca de US$ 1,1 milhão, o que representa uma queda dos 10 milhões de coroas, ou US$ 1,4 milhão, que receberam os vencedores do ano passado. A Fundação Nobel, tipicamente, premia a cada ano vencedores em seis categorias, da medicina à literatura e à química.

O prêmio Nobel da Paz, o mais popular dos prêmios, virou uma das distinções mais cobiçadas do mundo.

Os cortes acontecem no momento em que os organizadores se defrontam com a instabilidade econômica, particularmente com as quedas nos mercados financeiros, onde a Fundação Nobel sempre investiu uma quantidade expressiva dos seus ativos. Nos últimos anos, despesas extraordinárias e os prêmios em dinheiro superaram o retorno obtido com os investimentos.

A última vez em que o valor do prêmio foi reduzido foi em 1949 e desde então os valores dos prêmios foram gradualmente elevados. Muitos dos premiados, incluído o atual presidente dos Estados Unidos, que obteve o Nobel da Paz, deram pelo menos parte do dinheiro para instituições de caridade.

"O valor do Prêmio Nobel está na nossa habilidade em distinguirmos as pessoas certas, mas ninguém deveria minimizar o dinheiro do prêmio", disse o diretor executivo da Fundação, Lars Heikensten. "O Nobel foi e é um grande prêmio e temos a ambição de crescer no futuro", disse.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.