Fundador de seita possui lista de 2 mil interessados em clonagem

Calude Vorilhon, fundador da seita dos raelianos, cujos seguidores garantem ter clonado um ser humano, uma menina identificada como Eva, declarou hoje em entrevista ao jornal Miami Herald, que possui uma lista de 2 mil pessoas dispostas a investir em um clone ? ou delas mesmas ou de seres queridos. O fundador da empresa Clonaid, auto-rebatizado Rael, assegurou que essas pessoas pagariam US$ 200 mil pela clonagem. Ele se diz afastado da administração da empresa, mas acredita que, com dinheiro, a Clonaid poderia enfim encontrar uma espécie de fórmula da vida eterna. "É uma empresa comercial e seu objetivo, como tal, é fazer o máximo de dinheiro possível", disse Rael, ao comentar o papel da bioquímica francesa Brigitte Boesselier à frente da Clonaid. Foi Brigitte quem anunciou na sexta-feira o nascimento de Eva o primeiro clone humano, obra da Clonaid. "É um passo maravilhoso, mas só um passo em direção à vida eterna, graças à técnica da clonagem", disse Vorilhon ao Herald. Para ele, o mínimo que a empresa e sua seita conseguiram, neste momento, foi assumir uma posição de vanguarda no que diz respeito a ciência e filosofia. "O problema é que existem homens de hoje com a tecnologia de amanhã e a filosofia de ontem. As pessoas estão perdidas e desorientadas devido a religiões primitivas. Estão tratando de deter o avanço da ciência, mas ninguém pode com a ciência."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.