Funeral de menina brutalmente estuprada reúne centenas

Centenas de pessoas se reuniram na África do Sul para o funeral de uma garota de 17 anos de idade, cujo brutal estupro causou indignação nacional. A cerimônia ocorreu neste sábado em Bredasdorp, ao oeste da Cidade do Cabo, onde ela foi atacada.

EQUIPE, Agência Estado

11 de fevereiro de 2013 | 19h55

Depois de ter sido estuprada, a garota teve o corpo aberto pelos agressores, que retiraram o seu estômago e sua genitália. A vítima sobreviveu o suficiente para identificar os estupradores. Familiares choraram, enquanto o caixão branco adornado por flores era enterrado. Líderes do governo e ativistas marcaram presença no funeral.

Três homens, incluindo o ex-namorado, foram presos pela morte da garota e devem comparecer ao tribunal na segunda-feira. O ataque desencadeou pedidos para que o presidente da África do Sul, contenha a alta incidência de estupros no país. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
África do Sulfuneralestupro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.