Furacão deixa 20 mortos no Haiti

País ainda se recupera do devastador terremoto de janeiro e sofre com uma epidemia de cólera

estadão.com.br,

08 de novembro de 2010 | 14h51

Furacão deixou áreas inteiras submersas. Foto: Jonathen E. Davis/AP/Marinha americana

PORTO PRÍNCIPE - A passagem do furacão Tomas pelo Haiti deixou ao menos 20 mortos e 36 feridos, indicou a Defesa Civil nesta segunda-feira, 8. Cerca de 6 mil famílias foram afetadas pela tempestade, que atingiu o país na sexta-feira.

 

O país ainda se recupera do devastador terremoto de janeiro e sofre com uma epidemia de cólera, cujo último balanço registra ao menos 544 mortes e 8 mil internações.

De acordo com a Defesa Civil, a região sudeste é a mais afetada do país. No estado de Grand'Anse, morreram sete pessoas e outras sete estão desaparecidas. O furacão destruiu 857 casas e danificou outras 5 mil.

Tomas foi o primeiro furacão a atingir o país desde o violento terremoto de janeiro, que deixou 250 mil mortos e mais de 1 milhão de desabrigados.

Autoridades e grupos de auxílio humanitário demonstraram preocupação com o fato do furacão Tomas poder devastar ainda mais a nação. O governo só conseguiu acomodar cerca de 100 mil pessoas em escolas, igrejas e hospitais antes do furacão, uma pequena parte dos que perderam suas casas no terremoto.

 

Nas Pequenas Antilhas, o Tomas causou a morte de 14 pessoas.

Com AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.