Furacão Dorian atinge costa leste dos EUA após devastar Bahamas

Furacão Dorian atinge costa leste dos EUA após devastar Bahamas

A enorme tormenta, classificada como furacão da categoria 2, avança lentamente em direção ao nordeste, a 17 km/h, e já provocou vários tornados no sudeste americano

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de setembro de 2019 | 01h33
Atualizado 06 de setembro de 2019 | 11h15

CHARLESTON, EUA - O furacão Dorian atinge o sudeste dos Estados Unidos com fortes ventos e uma chuva torrencial nesta quinta-feira, 5, depois de ter devastado o norte das ilhas Bahamas, onde deixou ao menos 30 mortos e milhares de desabrigados.

Segundo o último boletim do Centro Nacional de Furacões (NHC), divulgado às 20h local (21h Brasília), o olho do furacão - com ventos de 160 km/h - estava a cerca de 50 km de Cape Fear, na Carolina do Norte.

Reduzido à categoria 1, o furacão avança lentamente em direção ao nordeste, a 17 km/h, e já provocou vários tornados no sudeste americano. "Sabemos que nos espera uma longa noite e que estaremos desejosos de ver o sol pela manhã", disse Roy Cooper, governador da Carolina do Norte, à CNN

Vários moradores da costa da Carolina do Norte Norte acataram as ordens de evacuação, mas outros protegeram suas casas com placas de madeira e se preparavam para enfrentar o furacão. Em Charleston, Carolina do Sul, os fortes ventos já derrubaram árvores, semáforos e postes de luz. As ruas estavam desertas e a maioria dos comércios tinham as janelas tapadas. 

O estado da Flórida saiu em grande medida ileso da passagem de Dorian. "Tivemos sorte na Flórida. Muita, muita sorte na verdade", disse o presidente Donald Trump. AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.