Furacão Gonzalo chega às Ilhas Bermudas

Centro Nacional detalhou que ventos alcançavam 215 km/h e se encontravam a cerca de 310 km do sul-sudoeste do arquipélago

O Estado de S.Paulo

18 de outubro de 2014 | 02h00

HAMILTON - O furacão Gonzalo estava próximo de alcançar as Ilhas Bermudas ontem classificado como categoria 3 na escala de intensidade de Saffir-Simpson, de um máximo de 5. Os meteorologistas advertiram para o perigo das fortes ondas causadas pelo fenômeno.

Em boletim, o Centro Nacional de Furacões dos EUA detalhou que o Gonzalo alcançava ventos de 215 km/h, encontrava-se cerca de 310 quilômetros a sul-sudoeste do arquipélago e se deslocava rumo a norte-noroeste a uma velocidade de 24 km/h.

Os meteorologistas advertem que se trata de um "perigoso furacão com ventos muito nocivos que poderiam colocar em perigo as vidas dos moradores das Bermudas". Especialistas também alertaram que o ciclone manteria a trajetória ontem e, segundo um provável padrão de rota, "o olho do Gonzalo estava perto das Bermudas".

De acordo com meteorologistas, o Gonzalo, que chegou a ser de categoria 4, vem se enfraquecendo lentamente. No entanto, fortes ondas deveriam atingir as Ilhas Virgens, a costa norte de Porto Rico, a República Dominicana e partes das Bahamas. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
Furacão GonzaloIlhas Bermudas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.