Furacão Gustav avança para EUA

O furacão Gustav atingiu o Golfo do México hoje depois de destruir casas e estradas em Cuba. O prefeito de New Orleans ordenou aos residentes que deixem suas casas por conta da chegada do furacão nos Estados Unidos.O Centro Nacional de Furacões (CNH) informou que o Gustav enfraqueceu na passagem de Cuba até o Golfo do México, mas pode recuperar força à medida que avança para a costa norte-americana e voltar a mais alta categoria, nível 5, ainda hoje. Mesmo recuando para a categoria 3 nesta madrugada, o Gustav provocou ventos de 201 km por hora. Os meteorologistas fizeram alertas para uma área de mais de 805 km, que inclui o Golfo dos Estados Unidos, a Louisiana, a área próxima da fronteira com o Texas e a linha entre o Alabama e a Flórida. A expectativa é que o furacão atinja estas áreas em um prazo de 24 horas. Segundo os meteorologistas, o Gustav atingiu categoria 5 em sua passagem por Cuba, na comunidade de Los Palacios, em Pinar del Rio, região produtora de tabaco para produção de charutos. Foram evacuadas mais de 300 mil pessoas. Os ventos de 220 km/hora causaram muitos estragos às casas, derrubaram árvores e provocaram a interrupção das linhas telefônicas. A Defesa Civil comunicou que "muitas pessoas ficaram feridas", mas sem casos de morte. O Gustav já provocou a morte de 81 pessoas em sua passagem pelo Haiti, República Dominicana e Jamaica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.