Furacão Gustav deixa oito mortos nos EUA

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, pretende visitar hoje o Estado da Louisiana para verificar os estragos provocados pelo furacão Gustav. Também hoje, milhares de pessoas que fugiram de New Orleans começavam a regressar à cidade. Metade da cidade ainda está sem energia elétrica e o sistema de esgoto havia sido danificado, e o toque de recolher imposto como medida de precaução ainda estará em vigor. O fenômeno deixou pelo menos oito mortos nos EUA.O prefeito da cidade, Ray Nagin, afirmou que os moradores poderão retornar a partir de amanhã desde que aceitem enfrentar os riscos ainda existentes. "Minha opinião é que a cidade ainda está num estado muito vulnerável", afirmou Nagin.Milhares de pessoas deixaram a região antes do fenômeno atingir o país anteontem, na categoria 2, e aguardam em abrigos superlotados para retornar para suas residências. Pelo menos 800 mil casas ainda estavam ontem à noite sem eletricidade, 77 mil delas em Nova Orleans. Autoridades locais afirmam que não há previsão para os reparos das redes de transmissão atingidas.A visita a ser realizada por Bush, criticado duramente por causa da demora do governo federal em responder ao furacão Katrina em 2005, faz parte dos esforços das autoridades para mostrar que aprenderam a lição com aquela tempestade, que matou 1.500 pessoas e deixou US$ 80 bilhões em danos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.