´Furacão humano´ deve se tornar líder do Congresso

Quando as análises indicavam que os republicanos iriam perder a maioria no Congresso, os líderes do partido tentavam unir seus eleitores e aliados com um alerta do que significaria uma vitória democrática: líder Pelosi.Na terça-feira, o pesadelo republicano se tornou realidade. Os democratas ganharam a maioria da Câmara dos Deputados e Nancy Pelosi, uma liberal de um dos distritos mais liberais, deve se tornar a líder da Congresso, mais alto posto na câmara de 435 membros. Pelosi é um dos maiores motivos para o retorno dos democratas ao poder após doze anos como minoria. Ela organizou os tradicionalmente fragmentados legisladores democratas em uma frente unida contra o presidente Bush e republicanos do Congresso. Ela fez uma incansável campanha para outros membros de seu próprio partido.A deputada conseguiu levantar U$59 milhões para os candidatos da Câmara para esta eleição, e conseguiu mais de U$100 milhões desde que foi eleita como líder dos democratas do Congresso, há quatro anos. Sob a sua liderança, os democratas mostraram uma unidade rara, com membros votando com o seu partido 88% das vezes em 2005, de acordo com uma análise realizada pelo Congresso. Ninguém trabalhou tão duro "para nos tirar do deserto", disse a deputada Anna Eshoo, colega democrata da Califórnia e amiga de longa data. "Essa mulher é um furacão humano". Pelosi, de 66 anos, é filha e irmã de prefeitos de Baltimore, e cresceu imersa na política. Ela se mudou para o oeste dos EUA quando por vontade de seu marido, e se esforçou para se inserir na estrutura política da Califórnia enquanto criava cinco crianças que nasceram em um intervalo de seis anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.