Furacão Ike deve chegar ao Golfo do México ainda hoje

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, sigla em inglês) informou que o furacão Ike, atualmente com ventos de até 120 quilômetros por hora, deve chegar ao sudeste do Golfo do México ainda hoje. Às 15 horas, horário de Brasília, o centro do Ike passava por Cuba e se encontrava 105 quilômetros a oeste de Havana.O furacão de Categoria 1 - ventos de 119 a 153 quilômetros por hora - ainda pode enfraquecer durante a passagem pelo oeste de Cuba, mas deve ganhar força quando chegar ao Golfo do México. Segundo o NHC, há possibilidade de tornados isolados e trombas d''água sobre a região da Florida Keys e sobre também o extremo sul da Flórida. O informe pode ser encontrado no site do NHC.O Ike deverá cruzar a província de Pinar del Río e então se mover para o Golfo do México no final da tarde de hoje. "Quando sair de Cuba, o furacão terá o potencial para se fortalecer novamente", disse Félix Garcia, meteorologista do NHC. O instituto prevê que o Ike poderá, após entrar no Golfo do México, ganhar força e atingir a costa do Estado do Texas no próximo final de semana, possivelmente perto do feriado de Corpus Christi."Precisamos agora ficar atentos com o furacão Ike, que coloca uma ameaça potencial à costa do Texas", disse hoje o governador do Estado, Rick Perry. Apesar disso, ainda não foram expedidas ordens de retirada para a população do Texas e da Louisiana. Essas ordens são expedidas 48 horas antes de um furacão chegar à costa e o NHC não sabe ainda qual será o rumo exato do furacão Ike no Golfo.CubaO furacão Ike já atingiu Cuba hoje, a segunda vez em dois dias. A primeira vez foi na noite do domingo, quando vindo das Ilhas Turks e de Caicos entrou em Cuba pela província de Camaguey. O Ike, então um furacão de categoria 3, atravessou a ilha até a costa sul, foi para o Caribe e hoje atingiu novamente a ilha na extremidade oeste.Hoje, o furacão de categoria 1 tocou o solo cubano no extremo sudeste da província por volta das 11h30, horário de Brasília. Em Cuba, pelo menos 1,2 milhão de pessoas foram retiradas e quatro foram mortas. No total, a passagem do furacão Ike já matou 79 pessoas, a grande maioria no Haiti. Com informações da Associated Press e do NHC.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.