AP Photo/Marta Lavandier
AP Photo/Marta Lavandier

Furacão Irma causa cancelamento de voos do Brasil para Miami

A Azul Linhas Aéreas cancelou seis voos entre o aeroporto internacional de Viracopos e os aeroportos da Flórida, alegando a previsão de condições meteorológicas severas nessas rotas

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

07 Setembro 2017 | 19h07

SOROCABA – A aproximação do Furacão Irma da costa dos Estados Unidos levou companhias aéreas a cancelarem voos entre aeroportos brasileiros e os terminais de Fort Lauderdale e Orlando, na Flórida. A região está na possível rota do furacão. A Azul Linhas Aéreas cancelou seis voos entre o aeroporto internacional de Viracopos e os aeroportos da Flórida, alegando a previsão de condições meteorológicas severas nessas rotas.

Um voo que sairia amanhã, 8, às 23h30, com destino a Fort Lauderdale não vai decolar. Também foi cancelado o voo de retorno, previsto para decolar às 20h45 de sábado, 9, do terminal americano. Ainda no sábado, foram suspensos dois voos de Viracopos a Fort Lauderdale e Orlando, respectivamente, e um retorno de Orlando a Viracopos. O voo de domingo, 10, de Fort Lauderdale a Viracopos também está cancelado. 

A empresa informou que os clientes receberão receberão a assistência necessária e serão reacomodados em outros voos da companhia. Ainda segundo a Azul, as medidas são necessárias para garantir a segurança de suas operações.

A companhia American Arlines também cancelou seis voos que partiriam na noite desta quinta-feira, 7, dos aeroportos de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Manaus com destino a Miami, na Flórida. Os voos que sairiam de Miami com destino aos aeroportos brasileiros entre a tarde e a noite desta sexta foram mantidos. A companhia informou que os passageiros com bilhetes para os voos cancelados poderão remarcar suas viagens sem custo.

A empresária Angela Peruzzi, de Sorocaba, que embarcaria para Orlando nesta sexta-feira com a família em Viracopos, foi informada do cancelamento e aguarda a passagem do furacão para decidir se remarca a viagem. “Se tiver muito estrago por lá, prefiro não viajar e pedir o reembolso das passagens”, disse. O furacão Irma já causou 11 mortes e deixou milhares de desabrigados em sua passagem pelo Caribe. A previsão é de que chegue à Flórida neste fim de semana. 

 

Mais conteúdo sobre:
Estados Unidos [América do Norte]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.