Furacão mata 11 pessoas e provoca retirada de turistas de hotéis de luxo

O furacão Sandy atingiu o sul de Cuba ontem matando 11 pessoas e colocando moradores da cidade de Santiago em estado de alerta. Com ventos de 165 quilômetros por hora, a tempestade, categoria 2 na escala Saffir-Simpson, que vai de 1 a 5, já deixou vários mortos no Caribe. O governo de Cuba anunciou a retirada de 450 turistas de hotéis de luxo próximos a Santiago. Segundo a Defesa Civil, as chuvas ainda podem afetar cerca de 200 mil cubanos. Na quarta-feira, um jamaicano morreu atingido por uma rocha. No Haiti, pelo menos nove pessoas morreram e três estão desaparecidas. Ao t0d0, o furacão deixou desabrigadas 10 mil pessoas no Caribe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.