Furacão mata 2 e deixa prejuízos no sul dos EUA

Danos em represa no Mississippi causados por tempestade fazem moradores de Louisiana abandonarem suas casas

NEW ORLEANS, EUA, O Estado de S.Paulo

31 de agosto de 2012 | 03h05

A passagem da tempestade tropical Isaac pelos EUA matou duas pessoas ontem e fez com que as autoridades ordenassem a retirada de outras 60 mil das proximidades do Rio Tangipahoa, no Estado de Louisiana, em razão de problemas em uma represa danificada pela tormenta. Diversas áreas nas imediações de New Orleans foram inundadas e cerca de 500 moradores precisaram ser resgatados.

Uma das mortes ocorreu durante a manhã, no Mississippi, quando um homem teve sua picape atingida por uma árvore. Na Louisiana, onde mais de 900 mil casas e lojas ficaram sem luz, outro homem morreu ao cair de uma árvore enquanto ajudava amigos a avançar com o veículo em meio à tormenta.

A represa condenada está localizada em McComb, no Mississippi, 160 quilômetros ao norte de New Orleans. Ela sofreu sérios danos, mas não chegou a se romper. As autoridades locais planejam provocar o rompimento do dique para evitar falhas inesperadas no equipamento. Os habitantes que vivem em um raio de 1,6 quilômetro das margens do rio, entre as localidades de Kentwood e Robert, foram aconselhados a deixar suas residências.

Emergência. Ao norte de New Orleans, nas proximidades das margens do Lago Ponchartrain, as autoridades mandaram inúmeros veículos auxiliarem a retirada dos cerca de 3 mil habitantes em razão do risco de inundações.

New Orleans, porém, protegida por barreiras reforçadas após a devastação causada pelo furacão Katrina, em 2005, não esteve em perigo. "O pior já passou", disse o prefeito da cidade, Mitch Landrieu. O presidente americano, Barack Obama, declarou estado de emergência nos Estados de Louisiana e Mississippi, o que liberou ajuda federal. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.