Furacão Paloma ganha força no Caribe e chega à categoria 3

O furacão Paloma ganhou força e se transformou em um evento de categoria 3 na sexta-feira, ao se aproximar do território britânico das Ilhas Caimã no Caribe, de acordo com dados do Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos. Os ventos da tempestade chegaram a 185 quilômetros por hora, segundo o centro. Comércio, escolas e escritórios do governo fecharam no arquipélago, um grande centro financeiro, enquanto moradores vedavam suas casas e turistas tentavam deixar o local fugindo da tempestade que avançava rumo a norte. O furacão Katrina tinha a categoria 3 quando avançou sobre Nova Orleans em 2005, alagando toda a cidade baixa norte-americana. Mas as Ilhas Caimã e suas estruturas sólidas são consideradas menos vulneráveis à fúria de tempestades tropicais que se abatem anualmente sobre a região entre junho e o fim de novembro. Segundo estimativas da ONU, cerca de 70 mil pessoas ficaram desabrigadas pelas tempestades mais recentes. Apesar da força, o Paloma até o momento não representa uma ameaça às instalações petrolíferas do golfo do México. (Reportagem de Michael Christie)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.