Furacão pode paralisar atividades no Porto da Louisiana

O Centro Nacional de Furacões, dos Estados Unidos, alertou que o furacão Gustav para poderá provocar deslizamentos na tarde de segunda-feira no Louisiana Offshore Oil Port (Loop, na sigla em inglês), maior terminal de importação de petróleo do país. O furacão deve provocar deslizamentos na baía Timbalier, próximo da parte oeste do porto. Estragos no terminal da Louisiana, pelo qual entram 10% as importações de petróleo norte-americanas e capaz de receber os maiores tanques, podem interromper a movimentação de navios. A interrupção pode forçar produtores e refinarias a buscar petróleo de outras origens, como a Arábia Saudita e a Venezuela. Grande parte das refinarias situadas na Louisiana paralisaram as atividades em função da chegada do furacão Gustav. Os navios-tanque já começaram a ser desviados para outras áreas, fora do Golfo do México, por onde passa o furacão.No porto da Louisiana, as unidades foram evacuadas, mas ainda ontem haviam empregados da companhias trabalhando em escritórios próximos do terminal. Após a passagem do furacão, os funcionários do porto serão os primeiros a receber permissão para retornar ao local.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.