Furacão Richard chega a Belize

Cerca de 10 mil pessoas tiveram de se esconder em abrigos do governo

Agência Estado

25 de outubro de 2010 | 00h47

Moradores da Cidade de Belize deixam casas e se refugiam em abrigos.

 

CIDADE DE BELIZE - O furacão Richard tocou a terra ao sul da cidade de Belize, na América Central, à 0h45 desta segunda-feira, 25, no horário local, (21h45, no horário de Brasília), com ventos de 150 km/h (categoria 1), e perigosas rajadas, informou o Centro de Furacões dos EUA (NHC, na sigla em inglês).

 

O Richard provocou a queda de energia elétrica, destelhou casas e cerca de 10 mil pessoas tiveram de se esconder em abrigos do governo. Agora, a expectativa é de que ele perca força e se torne uma tempestade tropical, seguindo em direção à principal região de extração de petróleo no México, onde deverá chegar na terça-feira, 26, informou o Centro de Furacões dos EUA.

 

Na Baía de Campeche são produzidos mais de 2,6 milhões de barris de petróleo por dia. A estatal petrolífera Pemex, do México, disse que apesar do alerta, os funcionários foram avisados, mas que não foram tomadas medidas adicionais de segurança. A costa norte-americana do Golfo do México também poderá ser atingida pelo Richard.

 

"Nossas janelas estão fechadas com tábuas, não podemos ver nada, porém, o vento está assoviando forte lá fora", disse Myrna Harris, que levou todos os hóspedes e mobílias para o segundo andar de seu hotel, na cidade de Belize por precaução. O Richardé o décimo furacão da temporada no Oceano Atlântico.

Tudo o que sabemos sobre:
FuracãoRichardBelizeAmérica Central

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.