Furacão Sandy ruma para as Bahamas e Flórida

O furacão Sandy atingiu Cuba nesta quinta-feira como um furacão de categoria 2 na escala Saffir-Simpson, que vai de 1 a 5, com ventos de 165 quilômetros por hora. Santiago de Cuba, segunda maior cidade do país, foi poupada pelo furacão, que no entanto atingiu as províncias de Granma, Holguín e Las Tunas. O furacão arrancou os telhados de algumas casas e adiou uma audiência dos acusados de terrorismo na base naval norte-americana de Guantánamo, mas não foi reportada nenhuma morte em Cuba. O furacão rumou para o norte e deverá atingir as Bahamas no final da noite de hoje, chegando à costa sudeste da Flórida (EUA) na manhã da sexta-feira.

AE, Agência Estado

25 de outubro de 2012 | 19h13

O governo dos Estados Unidos alertou que existe a chance de Sandy provocar uma chamada "super tempestade" na Costa Leste dos EUA na próxima semana. Os meteorologistas batizaram a possível "super tempestade" de "Frankenstorm" (na tradução livre, tempestade monstro), porque ela pode ser uma mistura do furacão Sandy com uma tempestade de inverno (boreal) que se formou ao oeste dos Açores, em pleno Atlântico Norte.

O Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC, na sigla em inglês) em Miami emitiu aviso de furacão para as Bahamas e de tempestade tropical para o litoral sul da Flórida.

O olho da "Frankenstorm" poderá pairar entre a cidade de Nova York e o Estado de New Jersey na próxima semana. Segundo a previsão do tempo, nesta quinta-feira existiam 90% de chances de que a costa leste americana seja atingida na próxima por uma mistura de chuvas, fortes ventos e talvez até neve. A "Frankenstorm" poderá começar no domingo e se estender até quarta-feira

Às 18h36 desta quinta-feira (hora de Brasília), o furacão Sandy estava 40 quilômetros ao sul da ilha Grande Exuma, se movendo ao norte a 32 quilômetros por hora e com ventos sustentados de 165 quilômetros por hora.

As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.