Furacão Sandy transforma Nova York em 'cidade fantasma'

Ruas da cidade americana amanheceram vazias; tempestade poderá afetar 50 milhões no país.

BBC Brasil, BBC

29 de outubro de 2012 | 13h27

Nova York amanheceu como uma cidade fantasma nesta segunda-feira. Operações de prevenção contra o furacão Sandy, que deverá atingir a costa leste do país, causaram diversos transtornos.

De acordo com meteorologistas, a "Big Apple" poderá ser uma das áreas mais afetadas pela tempestade que já deixou mais de 40 mortos em sua trajetória por Cuba, Haiti e outras ilhas do Caribe.

O governo americano decretou estado de emergência em oito Estados da costa leste (Nova York, Pensilvânia, Nova Jersey, Massachusets, Rhode Island, Connecticut, Delaware e Maryland). Mais de 6.800 voos foram cancelados e o sistema de transportes públicos de Nova York foi completamente interrompido.

Ainda entre as medidas de precaução estão a retirada de 375 mil pessoas das áreas de risco, e sua transferência para 76 abrigos montados em escolas.

O governador de Nova Jersey, Chris Christie, foi enfático em sua recomendação: "Não seja idiota, saia".

Até mesmo a Bolsa de Valores de Nova York fechou suas portas. Foi a primeira vez que uma tempestade provoca o fechamento da bolsa da cidade em mais de 25 anos.

O pregão, no entanto, será realizado de forma eletrônica.

Muitos moradores estão estocando alimentos e mantimentos como forma de precaução.

Acredita-se que o furacão poderá afetar até 50 milhões de pessoas.

O presidente Barack Obama e seu rival, o republicano Mitt Romney, tiveram de cancelar diversos eventos de suas campanhas para a Presidência dos Estados Unidos.

Votações antecipadas, que estavam previstas para ser realizadas em diferentes partes do país, foram canceladas. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.