Futuro governo catalão fixa referendo para 2014

O futuro governo catalão fixou para 2014 a data para a realização de um polêmico referendo sobre a independência da região da Espanha, informaram nesta terça-feira a frente de centro-direita Convergência e União (CiU, na sigla em catalão) e Esquerra Republicana de Catalunya. Os dois partidos, mais votados nas eleições regionais de 25 de novembro, chegaram nesta terça-feira a um pacto para formar o governo regional que deve tomar posse em Barcelona na quinta-feira, mesmo apesar das significativas diferenças ideológicas entre a CiU e a Esquerra.

AE, Agência Estado

18 de dezembro de 2012 | 21h34

O pacto permitirá que o atual presidente da região, Artur Mas, continue a presidir a Catalunha pelos próximos quatro anos. A CiU conquistou 50 das 135 cadeiras do Parlamento catalão e precisou fechar uma aliança com a Esquerra, que venceu 21 cadeiras, para formar governo. A Corte Constitucional da Espanha, tribunal máximo espanhol, disse que o referendo catalão para a independência é ilegal, e a União Europeia (UE) alertou que se a Catalunha ficar independente da Espanha sairá do bloco.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.