Futuro líder quer liberação de empréstimos

O presidente eleito Barack Obama está determinado a "conter a mais séria crise econômica em anos" e divulgará uma "forte mensagem" aos banqueiros assim que tomar posse, disse ontem o assessor David Axelrod, em entrevista à TV ABC. "Ele quer ver o crédito fluindo novamente. Não quer os banqueiros sentados no dinheiro do contribuinte", declarou. O assessor acrescentou que Obama adotará a estratégia necessária para impedir que o desemprego atinja dois dígitos. O desemprego nos EUA chegou a 7,2% em dezembro, o índice mais alto em 16 anos. Axelrod declarou ainda que Obama mantém seu apoio a Timothy Geithner como secretário do Tesouro, apesar do "grande erro" envolvendo o não pagamento de impostos. "Ele é o tipo de pessoa necessária para o Tesouro agora."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.