Fuzilamento e uso de câmara de gás voltam à discussão

Com a dificuldade de os Estados obterem injeções letais, parlamentares em algumas regiões apresentaram projetos de lei que restabelecem o uso de métodos abandonados nos anos 80, como cadeira elétrica, fuzilamento e câmara de gás. No entanto, especialistas acreditam que há pouca chance de as propostas avançarem. "Há um problema de credibilidade com esses métodos, que foram substituídos pela injeção letal porque apresentavam problemas.

O Estado de S.Paulo

16 de fevereiro de 2014 | 02h05

Não faz sentido os Estados restabelecerem sua utilização", observou Deborah Denno, professora da Faculdade de Direito da Universidade Fordham. Richard Dieter, diretor-executivo do Death Penalty Information Center, também considera pouco provável que velhas imagens, como execuções em cadeiras elétricas, voltem a ser vistas nos EUA. / C.T.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.