Fuzileiros navais que estavam a serviço da ONU no Haiti retornam ao Brasil

Os 238 fuzileiros navais que permaneceram seis meses atuando a serviço da Organização das Nações Unidas (ONU) na Haiti desembarcaram na Base Naval do Rio de Janeiro na sexta-feira.Os fuzileiros retornaram ao Brasil no navio de desembarque "Rio de Janeiro", na missão Haiti III, da Marinha de Guerra, iniciada em 1 de maio quando a esquadra deixou o Rio.Nesta mesma missão estava o navio "Desembarque de Carros de Combate Mattoso Maia" que trouxe veículos militares usados no Haiti pelos fuzileiros e pelo exército, que foram trocados por novos. Duas fragatas - Independência e Niterói - e um navio tanque - Almirante Gastão Motta - completaram a esquadra que formou a missão Haiti III. O desembarque foi na Ilha de Mocanguê, na Baía de Guanabara.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.