G-7 está unido sobre mais sanções à Rússia, diz Lew

O secretário do Tesouro dos EUA, Jacob Lew, disse hoje que há "ampla e forte unidade" dentro do G-7 sobre a possível ampliação das sanções impostas à Rússia, em resposta à escalada da crise na Ucrânia.

SERGIO CALDAS, COM INFORMAÇÕES DA DOW JONES NEWSWIRES, Agência Estado

14 de abril de 2014 | 11h34

"Trabalhando com nossos aliados, estamos totalmente preparados para impor significativas sanções adicionais à Rússia à medida que (Moscou) agrava a situação na Ucrânia, inclusive por meio de aparente apoio a uma campanha coordenada por militantes armados no leste (ucraniano)", comentou o secretário.

Lew falou durante cerimônia para a assinatura de US$ 1 bilhão em garantias de empréstimo para a Ucrânia. Segundo ele, as garantias de empréstimo são um sinal do "compromisso firme" dos EUA de garantir a estabilização da Ucrânia e o avanço da democracia no país. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
EUALewsanções

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.