G-8 dá três meses para Irã suspender programa nuclear

O ministro de Relações Exteriores da Itália, Franco Frattini, disse hoje que os países do Grupo dos Oito (G-8), formado por Estados Unidos, Japão, Alemanha, Reino Unido, França, Itália, Canadá e Rússia) darão ao Irã prazo até o final do ano para encerrar seu programa de enriquecimento de urânio e evitar novas sanções.

AE-AP, Agencia Estado

24 de setembro de 2009 | 19h37

Frattini, cujo país está na presidência rotativa do clube dos países mais ricos, disse que ministros de Relações Exteriores dos países membros concordaram, na noite de ontem, em dar mais tempo ao Irã. "A mim parece uma perspectiva razoável. E, depois do fim de dezembro, eu espero fortemente que tenhamos medidas práticas da parte do Irã", disse Frattini.

Frattini disse que o acordo informal será reexaminado a cada mês até o final do ano. Ele disse que o G-8 não poderia permitir que os iranianos acreditem que as maiores potências do mundo "afrouxaram" e permitir que o Irã as mantenham em espera.

Ontem, o presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, abriu a possibilidade de apoiar eventuais sanções. A medida foi tomada depois que o presidente Barack Obama desistiu dos planos de construção de um escudo antimísseis no leste europeu.

Tudo o que sabemos sobre:
Irãprograma nuclearG-8

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.