G-8 precisa ser renovado, diz Obama

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou hoje que a estrutura do G-8 e a importância do grupo, que tem sido contestada nos últimos anos, precisam ser renovadas para refletir questões que não existiam quando o grupo foi criado. Ele disse também que, no futuro, economias emergentes influentes, como Brasil e China, precisam fazer parte de qualquer esforço colaborativo para lidar com os desafios globais.

AE, Agencia Estado

10 de julho de 2009 | 14h19

"Estamos em um período de transição. Estamos tentando encontrar o formato certo", disse ele, acrescentando que a evolução vai demorar vários anos. "Uma coisa que eu espero é que tenham menos encontros de cúpula." O G-8 reúne EUA, Japão, Alemanha, França, Reino Unido, Itália, Canadá e Rússia. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
G-8L'AquilaObamarenovado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.