G-8 reforça apoio a sanções dos EUA ao Irã, diz Sarkozy

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, disse hoje que os líderes do G-8 reforçaram em encontro o consenso sobre apoiar as sanções dos Estados Unidos ao Irã. "Mas a França continua defendendo a busca por diálogo. Creio que o Irã deve conduzir um diálogo sério, com base nos esforços brasileiros e turcos", afirmou Sarkozy, ao final da reunião do G-8 em Muskoka, no Canadá. O Senado dos EUA aprovou, por unanimidade, esta semana um novo pacote de sanções adicionais ao Irã, visando conter o programa nuclear iraniano.

LUCIANA XAVIER, Agência Estado

26 de junho de 2010 | 15h55

Em comunicado, o G-8 afirma que o Irã precisa buscar um "diálogo transparente" sobre suas atividades nucleares. "Os esforços feitos em torno da questão, incluindo os feitos recentemente pelo Brasil e Turquia com relação ao reator de pesquisa do Teerã, são muito bem-vindos."

Sarkozy afirmou ainda que os líderes também condenaram o que chamou de "comportamento irresponsável" da Coreia do Norte.

Tudo o que sabemos sobre:
G-8Irã

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.