Doug Mills/The New York Times
Doug Mills/The New York Times

G7 se reúne para tentar resolver guerra na Síria

Reunião conta ainda com representantes de Turquia, Emirados Árabes, Arábia Saudita, Jordânia e Catar

O Estado de S.Paulo

11 Abril 2017 | 04h00

LUCCA - Os ministros do Exterior dos países do G7 analisam hoje o conflito na Síria com seus homólogos de Turquia, Emirados Arabes, Arábia Saudia, Jordânia e Catar. 

A reunião, convocada de forma extraordinaria, avaliará a situação agravada depois do ataque químico do regime de Bashar Assad, em 4 de abril na província de Idleb, com ao menos 87 pessoas mortas. 

A ação foi posteriormente respondida pelos Estados Unidos com o envio de 59 mísseis Tomahawk à base síria de Shayrat, de onde teria partido o ataque químico. 

A agenda do G7 também inclui temas como o terrorismo, a instabilidade na Líbia e o possível desenvolvimento do programa nuclear e balístico da Coreia do Norte. 

A reunião dos ministros dos sete países mais industrializados do mundo, que se celebra na cidade italiana de Lucca, termina com uma coletiva de imprensa. 

Estarão presentes os ministros de assuntos exteriores de Estados Unidos, Itália, França, Alemanha, Reino Unido, Canadá e Japão, além de uma alta representante da União Europeia. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.