G8 e convidados discutem criação de fundo contra mudança climática

Reunião dos sete países mais ricos do mundo e a Rússia contou com a presença do Brasil

Efe

05 de abril de 2008 | 14h45

Membros do G8 (grupo dos sete países mais desenvolvidos do mundo e a Rússia) e de outros oito países debateram a necessidade de criar um fundo multilateral contra a mudança climática, durante o primeiro dia da reunião sobre desenvolvimento que acontece neste fim de semana em Tóquio.     Fontes diplomáticas informaram que foi discutida a possibilidade de criar um fundo multilateral de "responsabilidades compartilhadas" durante a reunião, que contou com a participação, além dos membros do G8, de Brasil, China, Índia, Indonésia, Malásia, México, Coréia do Sul e África do Sul.     O objetivo de unificar os diversos fundos em um só para melhorar a coordenação contra o aquecimento global foi um dos assuntos tratados no debate, embora não se tenha chegado a um acordo.     A mesa de mudança climática, a mesa de desenvolvimento e a reunião exclusiva dos membros do G8 formaram a agenda do dia.     Os países do G8 discutiram a necessidade de um acordo com potências em desenvolvimento como China e Índia, que desejam um aumento na ajuda contra a pobreza.     Segundo fontes do Ministério de Relações Exteriores do Japão, o acordo entre os países ricos e os emergentes será fundamental para ajudar a África e alcançar os Objetivos do Milênio, entre eles reduzir a pobreza à metade até 2015.     A reunião de Tóquio acontece um dia após a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) anunciar que a ajuda ao desenvolvimento dos países ricos em 2007 diminuiu 8,4% em relação ao ano anterior. EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.