Gali Tibbon/AP
Gali Tibbon/AP

Gabinete aprova antecipação de eleições em Israel a pedido de Netanyahu

'Prefiro uma rápida campanha eleitoral que garantirá estabilidade política', declarou

AE, Agência Estado

06 Maio 2012 | 16h59

JERUSALÉM - O Gabinete de Governo concordou, nesta segunda-feira, 7, em adiantar as eleições israelenses para setembro. A decisão agora deverá ser votada no Parlamento, conforme informou o jornal Haaretz.

Veja também:

link Pesquisas apontam vitória de Netanyahu em possível eleição em Israel

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, pediu antecipação das eleições, indicando preferir que ocorressem em setembro próximo, em vez de outubro de 2013, conforme o previsto. Em discurso feito a seu partido, o Likud, Netanyahu chegou perto de declarar uma data exata. Esperava-se que ele afirmasse ser a favor das eleições em 4 de setembro.

"Não desejo um ano e meio de instabilidade política acompanhada por chantagem e populismo. Prefiro uma rápida campanha eleitoral de quatro meses que garantirá estabilidade política", disse. Setembro está quatro meses adiante de agora.

Netanyahu lidera o governo de coalizão de centro direita que inclui o Likud e o partido trabalhista Ehud Barak. Ele ocupa o cargo de primeiro-ministro desde 2009. Após listar as realizações de seu governo, Netanyahu disse que gostaria que, após quatro meses de campanha, surgisse um governo de ampla coalizão.

As informações são da Dow Jones e da Associated Press

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.