Gabinete egípcio renuncia

O primeiro-ministro e 34 ministros do gabinete egípcio renunciaram, informa um representante do governo. A renúncia coletiva precede uma esperada reforma no governo do presidente Presidente Hosni Mubarak. A decisão dos ministros foi anunciada após uma reunião de emergência, segundo um representante do Ministério da Defesa que pediu para não ser identificado. A última reforma ministerial egípcia ocorreu em julho de 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.