Gabinete israelense aprova libertação de presos palestinos

O gabinete de governo israelense concordou, em princípio, em libertar vários prisioneiros palestinos num gesto de boa vontade ao Egito e aos oficiais palestinos, com vistas às eleições que será realizada no próximo mês nos territórios ocupados, informaram hoje autoridades de Israel.A libertação de prisioneiros, uma pedido freqüente por parte dos palestinos, seria o último gesto de uma melhora na relaçãoentre os dois lados desde a morte de Yasser Arafat no último mês.A libertação, que poderia envolver entre 100 e 200 dos 6.000 palestinos confinados em prisões do Estado judeu, faz parte deuma promessa feita por Sharon ao presidente egípcio, Hosni Mubarak, em resposta ao compromisso deste de libertar AzzamAzzam, um israelense preso pelo Egito sob a acusação de espionagem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.