Gafes do senador são trunfo para os republicanos

A famosa incontinência verbal do senador Joe Biden pode dar muita dor de cabeça aos democratas. Os assessores do republicano John McCain já estão até colhendo pérolas do arquivo de frases infelizes do senador, conhecido como "bocão". "A campanha de McCain pode mostrar um comentário infeliz de Biden por dia até a eleição", escreveu Jim Geraghty, do National Review Online. O primeiro anúncio de McCain já está pronto: mostra Biden dizendo que Obama não está preparado para ser presidente e elogiando o rival republicano. "Eu acredito que ele poderá estar pronto, mas no momento não está", disse Biden em uma entrevista, referindo-se a Obama. Em entrevista de 2005, desmancha-se em elogios a McCain: "Ele é um grande amigo e eu ficaria honrado em concorrer contra ele ou junto com ele à presidência". O material é farto. Em fevereiro de 2007, Biden descreveu Obama como "o primeiro candidato afro-americano que é articulado, inteligente, limpo e bonito". E disse mais: "Não lembro de ouvir uma palavra dele sobre um plano ou tática." Ele ligou para Obama para dizer que os comentários não eram racistas, mas a comunidade negra protestou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.