Gallup: Obama lidera mas McCain diminui a diferença

O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, lidera as intenções de voto com a preferência de 48% dos eleitores, enquanto seu rival, o candidato republicano John McCain, tem 44%, indica a pesquisa diária do Gallup publicada hoje na página do instituto na internet. As entrevistas para a pesquisa foram feitas entre terça-feira e quinta-feira e já cobrem o discurso da candidata republicana a vice-presidente dos EUA, a governadora do Alasca Sarah Palin, que falou na noite de quarta. A sondagem ouviu 2.779 eleitores registrados e indica que diminuiu a diferença entre os dois candidatos: na pesquisa publicada ontem, Obama liderava com 49% das intenções de voto e McCain tinha 42%. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos."Embora a diferença entre o resultado de hoje e da quinta-feira não seja estatisticamente importante, algumas das mudanças nos últimos dez dias, com as convenções de ambos os partidos, foram significativas", informa o Gallup. Segundo o Gallup, o apoio a Obama, que antes da convenção nacional do Partido Democrata havia caído muito, deu um salto a partir do início do evento e chegou a 50% na pesquisa publicada na terça-feira desta semana, enquanto o apoio a McCain oscilou entre 41% e 46%. "A disputa estava empatada com cada um em 45% (antes das convenções) e Obama chegou a abrir oito pontos porcentuais de vantagem logo após a convenção democrata. Agora parece que a convenção nacional republicana poderá ajudar McCain a recuperar algumas das suas perdas, embora com a vantagem de quatro pontos de Obama, o período da convenção republicana (sem considerar a noite de quinta-feira) ainda parece ter sido um período de adição para o democrata", informa o Gallup.O Gallup avalia que, embora as duas convenções partidárias tenham acabado, o impacto das reações políticas a elas ainda está em curso. A pesquisa de hoje, com entrevistas feitas entre 2 e 4 de setembro, inclui apenas um dia de entrevistas feitas após o discurso da governadora Palin. A maioria das entrevistas de ontem foram feitas antes do discurso de aceitação de McCain. O impacto do discurso de McCain só aparecerá na pesquisa Gallup publicada no sábado e o da convenção republicana, na pesquisa da próxima segunda-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.