Gâmbia proíbe voos de países infectados pelo Ebola

Autoridades da Gâmbia escreveram uma carta às companhias aéreas que voam para o país do Oeste da África dizendo que as empresas não podem embarcar passageiros de países onde houve casos suspeitos de Ebola.

AE, Agência Estado

14 de abril de 2014 | 17h57

Um surto em curso do vírus já custou mais de cem vidas na Guiné e na Libéria. Além disso, Senegal fechou sua fronteira terrestre com a Guiné e o aeroporto de Conacri instituiu exames de saúde nas partidas dos passageiros.

Uma carta do Ministério dos Transportes da Gâmbia, endereçada a quatro companhias aéreas, instui as empresas a não embarcarem passageiros para o país nas capitais da Guiné, Libéria e Serra Leoa. O documento está datado em 10 de abril e foi conseguido com exclusividade pela Associated Press.

Embora não mencione textualmente o vírus Ebola, a Guiné e a Libéria são o epicentro da doença, além de haver suspeitas de alguns casos em Serra Leoa. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
GâmbiaEbolaGuiné

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.