Gana descarta envio de tropas para Costa do Marfim

O presidente de Gana, John Atta Mills, disse hoje que seu país não será capaz de enviar tropas para ajudar a afastar Laurent Gbagbo, o presidente da Costa do Marfim que se recusa a deixar o cargo após ter perdido as eleições em novembro do ano passado.

AE, Agência Estado

07 de janeiro de 2011 | 19h51

O presidente internacionalmente reconhecido pela comunidade internacional e que venceu as eleições, Alassane Ouattara, pediu a intervenção dos países da África Ocidental para derrubar Gbagbo. A organização que representa os 15 países da África Ocidental (ECOWAS, na sigla em inglês) considera o envio de uma força militar para afastar Gbagbo. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
GanaCosta do Marfimenvio de tropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.