García aceita demissão de gabinete de governo do Peru

O presidente do Peru, Alan García, aceitou hoje à noite a demissão do gabinete de governo, que caiu após o escândalo em que, supostamente, funcionários receberam subornos em troca da aprovação de projetos de petróleo e gás natural.Na noite do domingo, um programa da televisão peruana colocou no ar gravações de áudio nas quais integrantes do partido governista aparentemente negociavam subornos em troca de aprovação de contratos de exploração de petróleo e gás natural. O O primeiro-ministro do Peru, Jorge Del Castillo, e cerca de 15 ministros do governo García foram ontem ao Parlamento para tentar explicar aos congressistas sua versão dos fatos, mas não chegaram a ser ouvidos. O Congresso também planeja investigar os contratos de petróleo e gás natural. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.