García diz que desavenças com Chávez ficaram no passado

O presidente peruano, Alan García, revelou neste sábado que teve a oportunidade de "trocar idéias e saudações" com seu homólogo venezuelano, Hugo Chávez, após a inauguração da 2ª Cúpula Sul-Americana de Nações (CSN) e enfatizou que as desavenças entre ambos ficaram no passado. Em entrevista por telefone à "Radio Programas del Perú" ("RPP"), García disse que tanto ele como Chávez são "pessoas educadas e cordiais". O presidente acrescentou que ambos tiveram "a oportunidade de conversar no jantar que se ofereceu (na sexta-feira) aos presidentes", após a inauguração da CSN, e considerou que tem "uma boa química" com Chávez. García ressaltou que ambos têm "um sentido social, cada um em sua realidade" e também querem "que os benefícios do desenvolvimento alcancem os mais pobres e os excluídos (...), nisso há um acordo claro". Neste sentido, o chefe de Estado peruano disse à RPP que "as discussões e qualquer tipo de expressões anteriores, ficam fechadas como um capítulo". A troca de insultos entre García e Chávez, que também salpicaram no então presidente peruano Alejando Toledo, gerou uma crise diplomática entre Venezuela e Peru no fim de abril, levando à retirada dos respectivos embaixadores em Lima e Caracas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.