Garçonete bielorrussa se transforma em princesa de Dubai

'Conto de fadas' começou quando príncipe fez escala em hotel antes de partir para torneio de tiro russo

04 de setembro de 2007 | 15h18

Uma garçonete de 19 anos viveu um verdadeiro 'conto de fadas' na Bielorrússia, ao se casar com um príncipe que esteve no hotel onde ela trabalhava. O xeque Sayyid bin Maktoum al-Maktoum, da família real de Dubai, fazia escala em Minsk durante uma viagem para um campeonato de tiro ao pombo na Rússia.   De acordo com o britânico The Guardian, Natasha Muslimorova era funcionária do hotel onde o xeque ocupava a suíte presidencial. Ao vê-la, Maktoum, ao invés de partir para a Rússia, prolongou sua estadia e, na semana passada, se casou com a garota.   Ela trabalhava no hotel apenas há dois meses, disseram funcionários do local, que confirmaram o acontecido. Segundo eles, seria difícil para o xeque ter conhecido a garota, uma vez que ele comia em seu quarto.   "A história é verdadeira", disse Pavel Novakovsky, gerente de marketing do hotel. "O xeque inicialmente reservou uma semana".   O acontecido tornou-se popular nos tablóides da Bielorrússia. Natasha, do Azerbaijão e muçulmana, afirmou a um jornal local que casou-se por amor.   O xeque, de 30 anos, já possui uma esposa e cinco filhos. "A vida se transformou em um conto de fadas", afirmou Natasha ao tablóide.   A dinastia comanda Dubai desde 1833. O premiê de Dubai, Mohammed bin Rashid al-Maktoum, ano passado tentou, sem sucesso, comprar o clube inglês de futebol Liverpool por £ 479 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
BielorrússiaDubai

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.