Evan Vucci / AP
Evan Vucci / AP

Garoto chamado Trump usa novo sobrenome por sofrer bullying na escola

Joshua chegou a passar por agressão física na escola por causa do sobrenome igual ao do presidente americano

O Estado de S.Paulo

13 de dezembro de 2018 | 10h48

DELAWARE, ESTADOS UNIDOS - Joshua Trump, um garoto de 11 anos de idade, tem sofrido bullying por ter o mesmo sobrenome do presidente americano, com quem não tem parentesco.

A mãe do menino, Megan Trump Berto, disse nesta semana que as crianças de uma escola de Delaware, nos Estados Unidos, tornaram a vida de Joshua difícil. “Eles xingam o menino, chamam-no de idiota, de estúpido”, disse a  um canal de televisão.  Joshua relatou ter levado socos de colegas de escola.

Os problemas começaram durante a campanha de Trump, afirmou Bobby Berto, o padrasto de Joshua. Segundo ele, no ano passado a criança foi tirada da escola para ter aulas em casa por causa do bullying. Eles pensaram que a situação melhoraria este ano, quando o garoto entrasse no segundo ciclo do ensino fundamental. Conversaram com professores e autoridades para falar do problema, mas o bullying não parou.

“Ele disse que odeia ele mesmo e odeia o próprio nome. Ele se sente triste o tempo todo e não quer viver mais assim. Como mãe, é assustador”, afirmou Megan.

Mark Mayer, o diretor da escola, disse que cinco estudantes receberam advertências. “Eles disseram que sentiam muito”, afirmou. De acordo com o diretor, os professores estavam cientes do desafio que Joshua enfrenta. “Eu sei que os professores estão cientes do sobrenome dele, e eu sei que os professores procuram não falar o último nome”, contou Mayer.

A mãe do garoto avisou sobre dois incidentes de bullying: uma vez na aula de educação física e outra no ônibus da escola, o que incluiu agressão física. Joshua está mudando o sobrenome, ao menos no sistema escolar, para o do seu padrasto, Berto. / WASHINGTON POST

Mais conteúdo sobre:
Donald Trumpbullying

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.