Garoto que escapou de desastre aéreo vai para a Inglaterra

O presidente dos Emirados Árabes Unidos (EAU), xeque Zayed bin Sultan al-Nahyan, fretará um avião com equipamentos médicos para levar a Londres uma criança que sobreviveu ao acidente aéreo em que morreram 116 pessoas, no Sudão. Al-Nahyan fretará uma aeronave que irá da Alemanha para Cartum, a capital sudanesa, onde o menino Mohammed el-Fateh Osman, único sobrevivente do desastre aéreo de terça-feira, embarcará para seguir viagem rumo à Grã-Bretanha, afim de receber tratamento médico. A situação de Osman, de apenas três anos de idade, é estável. O médico que cuida da criança, Omar el-Amin, disse que a direção do hospital foi orientada pelo governo sudanês a aceitar a oferta do xeque. "Nós temos aqui toda a infra-estrutura e todos os equipamentos necessários para realizar a cirurgia, mas o governo nos disse que não devemos fazer outra coisa a não ser aceitar a oferta pelo bem da criança", disse ele à Associated Press. Um parente do garoto disse que ele e uma outra pessoa da família acompanharão Osman na viagem a Londres. A mãe do menino morreu no acidente. O pai e uma irmã mais velha da criança moram em Omdurman, nos arredores de Cartum.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.