AP Photo/Gemunu Amarasinghe
AP Photo/Gemunu Amarasinghe

Garotos que ficaram presos em caverna na Tailândia fazem viagem internacional de 17 dias

Time de futebol conhecerá jogadores jovens da Argentina e fará passagem pelos Estados Unidos

O Estado de S.Paulo

03 Outubro 2018 | 15h19

BANGCOC - Os 12 meninos que ficaram presos com seu treinador de futebol em uma caverna no norte da Tailândia estão prestes a ampliar seus horizontes. 

Os integrantes do time de futebol Javalis Selvagens vão conhecer outros jogadores jovens na Argentina e farão um breve passeio pelos Estados Unidos. A viagem começa nesta quarta-feira, 3, e vai durar 17 dias.

Inicialmente, o plano era o grupo ficar ao menos seis meses fora dos holofotes para aliviar qualquer possível dano psicológico, mas o governo da Tailândia, ansioso por compartilhar a glória das crianças, os colocou para dar entrevistas e fazer aparições públicas. 

Além das aparições, são negociados possíveis contratos para a realização de um filme sobre a tragédia por qual passaram. / AP

Mais conteúdo sobre:
Tailândia [Ásia]caverna

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.